Subscrição de CoffeeLetters

A comunidade médica e de investigadores considera, há alguns anos, o café benéfico para a saúde humana e eficaz na prevenção de doenças, se consumido em doses moderadas, de 3 a 4 chávenas diárias (500 mg/dia).
Pesquisas realizadas no âmbito do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café, comprovaram que o café possui, além da cafeína, vitaminas e nutrientes básicos como potássio, zinco, cálcio, ferro, magnésio e diversos outros minerais, além de compostos antioxidantes, entre eles os ácidos clorogénicos.


A exportação mundial de café apresentou queda de 5,8% em Dezembro de 2013, em comparação com o mesmo mês de 2012. Foram embarcadas 8,54 milhões de sacas de 60kg ante 9,07 milhões de sacas em Dezembro de 2012. A informação foi divulgada pela Organização Internacional do Café (OIC).
A exportação mundial nos três primeiros meses do ano cafeeiro 2013/14 (Outubro 2013 a Dezembro de 2013) apresentou uma redução de cerca de 9,8% em comparação com os três primeiros meses do período anterior.


O ataque de ferrugem nos cafezais de El Salvador está na sua fase de máxima infecção, segundo Adán Hernández, encarregado do programa de manejo integrado de pragas do café da Fundação Procafé.
O especialista declarou que, nesta fase, os cafezais apresentam grande parte das folhas afectadas, situação manifestada por manchas ou pústulas que se apresentam nas folhas.


Os produtores de café do Vietname, maior produtor mundial de café Robusta, estão a limitar as vendas da colheita recorde antes do festival do Tet do Ano Novo Lunar, à medida que esperam a subida dos preços.


Pela primeira vez, um estudo apresentou «provas irrefutáveis» que o consumo de cafeína é benéfico para a memória.
Divulgado na edição de 12 de Janeiro de 2014 do jornal Nature Neuroscience, o estudo mostra que consumir cafeína pode melhorar a memória e ter um efeito benéfico na capacidade de retenção durante até 24 horas após o consumo.
A investigação é considerada uma «prova exclusiva» que a cafeína beneficia a memória a longo prazo porque todos os participantes envolvidos tomaram um comprimido de 200mg de cafeína depois de terem visto uma série de imagens.


O Instituto de Café da Costa Rica (ICAFE) fornecerá aos produtores de café sementes e mudas da variedade Obatã, que apresenta alta tolerância à ferrugem.
Desde 2012, esta doença causa muitos danos à cafeicultura do país devido à diminuição na atenção dos cafezais e aos aspectos climáticos. O gerente técnico do ICAFE, Jorge Ramírez, explicou que a variedade Obatã é uma planta tipo Sarchimores (cruzamento da variedade Villa Sarchí com o Híbrido de Timor), originária do Brasil.


Páginas

Subscribe to Front page feed