Subscrição de CoffeeLetters

Uma nova pesquisa da University of British Columbia (Canadá), revelou que o processo de torra do café produz antioxidantes que ajudam no combate ao envelhecimento.
Yazheng Liu, autor do estudo, e o Prof. David Kitts, co-autor, descobriram que os antioxidantes presentes na bebida extraída de grãos de café torrados resultam da torra dos grãos verdes a altas temperaturas.


Um estudo publicado no Journal of Applied Social Psychology sugere que a cafeína pode ter efeitos mais benéficos nas mulheres do que nos homens, em situações de stress.


Os preços do café chegaram hoje, em Nova Iorque, aos valores mais elevados desde 1997, alavancados pelos receios de que a produção não seja suficiente para satisfazer a procura.
Segundo o New York Board of Trade, as reservas de café caíram para 1,64 milhões de sacas, na passada sexta-feira. Já a Federação Nacional de Produtores de Café da Colômbia, disse, a 21 de Janeiro, que esperava uma quebra nas colheitas em Antioquia, a maior região produtora do país, devido ao excesso de chuva neste Verão.


De acordo com o neurocirurgião, Dr. Michael Oshinsky, da Thomas Jefferson University (Filadélfia, EUA), a cafeína presente no café reage com os componentes químicos do etanol e do álcool puro.
O etanol provoca dores de cabeça devido a um acetato químico que pode produzir, e até mesmo pequenas doses podem afectar algumas pessoas mais do que outras.


O Vietname, segundo maior produtor mundial de café, a seguir ao Brasil, exportou só no mês de Dezembro de 2010, 2,2 milhões de sacas de café, o equivalente a 132 mil toneladas, o que representa um crescimento de 10,3% em comparação com o mês de Dezembro de 2009.
Os vietnamitas são dos asiáticos mais optimistas em relação ao ano que agora começou. Uma sondagem mundial, ontem divulgada, revelou que 70% dos vietnamitas acreditam que 2011 vai ser um ano de muita prosperidade económica. Optimismo que só é partilhado por 15% dos cidadãos europeus.
Fonte: Diário de Notícias


Um estudo realizado pela University of Nebraska Medical Center (Nebraska, EUA), com 200 crianças entre os 5 e os 12 anos de idade, demonstrou que 75% consome cafeína em excesso, o que está associado a problemas de sono.
De acordo com o Dr. William Warzak, responsável pela investigação, algumas crianças chegam a consumir o equivalente a uma lata de refrigerante por dia.


Páginas

Subscribe to Front page feed