Subscrição de CoffeeLetters

Os preços mundiais do café recuaram 20% em 2013, exemplificando a luta em alguns mercados de commodities "contra uma avalanche de oferta". A produção mundial de café está a aumentar, em resultado de mais hectares dedicados à cultura e à adoção de plantas mais produtivas e resistentes.


A produção de café na Colômbia aumentou 41% em 2013, ano em que as exportações sofreram um crescimento superior a um terço (35%) relativamente a 2012, informou, esta sexta-feira, a Federação Nacional do sector.
Segundo um relatório da Federação Nacional de produtores de café, ao longo de 2013, foram produzidos 10,8 milhões de sacos de 60 quilogramas, contra 7,7 milhões contabilizados em 2012, o que traduz uma subida de 41%.


A tradição de tomar café ganha cada vez mais adeptos entre os jovens turcos no país que inventou a cafetaria. No começo de Dezembro, a Unesco declarou o "café turco" Património Cultural Imaterial da Humanidade, o que ajudou a popularizar esta antiga tradição que estava marginalizada nas últimas décadas. O "café turco" é preparado a partir de café moído muito fino. O resultado é uma bebida muito concentrada servida tradicionalmente em chávenas pequenas.
Fonte: Revista Cafeicultura


A colheita de café neste ano deve chegar a 49,15 milhões de sacas de 60 quilos no Brasil. A projecção foi divulgada nesta sexta-feira (20/12) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A quarta estimativa de safra do produto aponta para uma redução de 3,3% em relação ao ciclo anterior.


Uma investigação da Universidade do Minho levou à criação de uma bebida, feita a partir de borras de café, com um teor alcoólico que a torna tão forte quanto vodka ou aguardente. Esta já foi considerada pela revista Time uma das 25 melhores invenções do ano.
«A nova bebida foi identificada como café alcoólico mas, na verdade, é um destilado, como uma aguardente transparente, com 40% de etanol e aroma a café", refere a responsável pela investigação, Solange Mussatto, em comunicado.


No estado brasileiro de São Paulo, o Museu do Café, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, inaugurou, com o apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a exposição "50 anos da Organização Internacional do Café".
Procurando contextualizar, política e economicamente, a trajetória da OIC, entidade que completa 50 anos, esta mostra temporária teve início no passado dia 10 deste mês e durará até 31 de Março de 2014, com o objectivo de revelar e enaltecer a importância e trajetória da entidade ao longo dos anos.

Tags: 

Páginas