Subscrição de CoffeeLetters

Investigadores da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e da UnB (Universidade de Brasília) identificaram peptídeos inéditos no café.
Esses fragmentos de proteína apresentam um efeito similar ao da morfina, ou seja, uma acção analgésica e ansiolítica, com um diferencial positivo: o tempo de duração desses efeitos foi significativamente maior.
A identificação dos peptídeos deu-se quando os pesquisadores Felipe Vinecky e Carlos Bloch estavam à procura de genes de café associados à melhoria da qualidade do produto.


O consumo de até quatro chávenas de café por dia pode reduzir o risco de diabetes tipo 2 em 25%, de acordo com um estudo do Institute for Scientific Information on Coffee (ISIC), na Suíça, publicado na passada quinta-feira.
A investigação indica que o risco de vir a sofrer de diabetes tipo 2 cai 25% quando existe um consumo de até quatro chávenas de café por dia, sendo que o perigo de desenvolver a doença pode diminuir entre 7% a 8% com cada chávena adicional.


O mercado global de café estará em deficit de 800 mil sacas de 60 kg na temporada 2014/2015, por perdas na colheita de Arábica pela seca no maior produtor mundial, o Brasil, e problemas causados pela doença fúngica na América Central, afirmou uma autoridade da Organização Internacional do Café (OIC).
Apesar disso, o mundo tem stocks suficientes para atender ao consumo projetado de 146 milhões de sacas, afirmou nesta sexta-feira (7/11) à Reuters o diretor-executivo da OIC, o brasileiro Roberio Oliveira Silva, durante conferência na Etiópia.


A produção de café das Honduras, principal produtor da América Central, deve alcançar 5 milhões de sacas de 60 kg na safra 2014/15 (Outubro de 2014 a Setembro de 2015), o que corresponde a um aumento de 8,7% em comparação com a safra actual 2013/14, estimada m 4,6 milhões de sacas. O levantamento faz parte de relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).


A exportação mundial de café teve um aumento de 4,6% em Abril, em comparação com o mesmo mês de 2013. Foram embarcadas 10,25 milhões de sacas de 60 kg em comparação com 9,80 milhões de sacas em Abril de 2013. A informação é da Organização Internacional do Café (OIC).


Café Africa International, um grupo de pesquisa com sede na Suíça, afirmou que África deve voltar a liderar a produção global de café dentro de uma década. "Eu tenho convicção de que África será o maior fornecedor de café para os mercados mundiais, que estão a consumir cada vez mais o produto", afirmou o chefe-executivo (CEO) da entidade, John Schluter, num evento em Laundê, capital dos Camarões.


Páginas