Subscrição de CoffeeLetters

O controle da praga da ferrugem do café e o programa de renovação dos cafezais permitirá um crescimento constante da produção do grão na Colômbia em 2014, afirmou nesta quarta-feira Juan Esteban Orduz, presidente da Federação Nacional de Cafeicultores da Colômbia.
"O problema da ferrugem do café está sob controlo, graças, em parte, à produção de variedades resistentes a este fungo e ao programa de renovação de cafezais", destacou Juan Orduz, que participa em Belo Horizonte da reunião dos 50 anos da Organização Internacional do Café (OIC).


A produção de café tem vindo a aumentar na China, mas as importações do produto tendem a crescer mais nos próximos anos.


De 5 a 7 de Setembro, irá decorrer o Nordic Barista Cup, em Oslo (Noruega), evento que reunirá inúmeros profissionais do sector do café.
Com três dias de duração, o evento apresenta um programa recheado de aprofundamentos técnicos, competições, informações científicas, aliadas à combinação entre teoria e prática.
Num ambiente profundamente agradável e descontraído, todos os participantes poderão compartilhar experiências e divertirem-se.


A Organização Internacional do Café (OIC) divulgou nesta sexta-feira, um balanço sobre as exportações mundiais do sector. Nos dez primeiros meses da safra 2012/2013, as exportações cresceram 3,6% na comparação com igual período da safra anterior e atingiram 94,48 milhões de sacas. O Brasil teve desempenho melhor que a média global e o embarque da produção brasileira é 7,4% maior que o observado na safra anterior.


Representantes da indústria do café na América Central informam que a safra de café Arábica está a ser atingida por um surto de ferrugem, de acordo com o site da Reuters.
Pequenos produtores como Graciela Alvarenga, que tem uma área plantada de menos de 1 hectare, na região de El Paraíso, nas Honduras, próximo da fronteira com a Nicarágua, foi tão atingida que agora usa as folhas e galhos das suas plantas de café como lenha. “Acho que não irei produzir nada este ano”, explica Graciela Alvarenga. “Quase perdemos a fazenda inteira”.


A colheita de café da Guatemala no período 2013/2014 pode ter uma queda de 40%, informou a imprensa local e a Associação Nacional de Café (Anacafé). O motivo é o ataque do chamado fungo roya, que causa a ferrugem dos cafeeiros. Devem ser colhidos 2,4 milhões de quintais, que equivalem a 240 mil toneladas. No período 2011/2012, foram 4,8 milhões de quintais (480 mil toneladas). No período 2012/2013, foram 4,1 milhões (410 mil toneladas).


Páginas

Subscribe to Front page feed